domingo, 24 de abril de 2011

Um colo, um ombro.

"Sabe o que eu queria agora, ..?
Sair chegar lá fora e encontrar alguém
Que não me dissesse nada
Não me perguntasse nada também
Que me oferecesse um colo ou um ombro
Onde eu desaguasse todo desengano
Mas a vida anda louca
As pessoas andam tristes
Meus amigos são amigos de ninguém.

Sabe o que eu mais quero agora, meu amor?
Morar no interior do meu interior


Meu amor...
Deixa eu chorar até cansar
Me leve pra qualquer lugar
Aonde Deus possa ouvir
Minha dor...
Eu não consigo compreender
 deixe-me aqui pode sair.


Adeus..."
Eu ainda tenho muito a dizer e muito a fazer, eu ainda tenho muito AMOR a oferecer, mas você não quer ouvir, não quer desfrutar... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário