sábado, 26 de novembro de 2011

18/11/1988

É que a pessoa que me ama com mais intensidade me fez chorar com um texto mais que liindoOo....



Palavras dela:
A MINHA MÃE.


Linda, você foi uma das coisas mais especial que aconteceram na minha vida, você me fez sentir-me realizada e feliz, foi a certeza de um amor, e a paz de uma alegria, com você aprendi a ser mãe, deixei de ser criança pra ser mulher, ser sua mãe foi uma dadiva de Deus, pois a cada dia aprendo mais com você. Menina quando quer, mulher de fibra, doce e amável, alegria estar ao seu lado, hoje tu compl
eta mais um ano de vida, mais um ano de vitoria e alegria ao seu lado, queria poder ti dar o mundo porque você mudou o meu. Hoje é um dia muito importante pra mim, porque neste dia a 23 anos atraz, Deus me deu você, tão frágil, tão linda pra eu cuidar, filha você me faz ver a vida mais bela e colorida...Feliz tudo....Te amo incondicionalmente e pra sempre e eternamente.

Você me ama e me amou da maneira mas linda do mundo... Mae te amo demais e obrigada por tudo...

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Desabafo

"Quantas chances desperdicei,quando o que eu mais queria, era provar pra todo mundo que eu não precisava provar nada pra ninguém."

Ruim demais isso, toda essa sensação e toda essa confusão dentro de miim...
A pergunta já não é mais o que fazer? Por que eu não tenho nada o que fazer, nada o que provar nem o que contestar, afinal nada foi feito por miim...
A pergunta é como fazer? Como fazer pra que tudo volte ao normal, como fazer pra que a verdade seja a unica coisa vista, como fazer pra que o AMOR nisso tudo não seja perdido...
Tava sendo lindo e o melhor de tudo é que estava sendo certo... Porque que na maioria das vezes nos pagamos pelos erros dos outros, porque que pagamos por fatos por nos nao cometidos... #tristeisso
Eu sou INTENSA siiim... Em tudo. Em qualquer sentimento por mim vivido, em qualquer mesmo... Amigos me teem sempre que precisarem, as vezes até demais. As vezes pago por ser amiga de muitos demais da conta, mas a questão aqui não é questionar essa minha intensidade em viver essas amizades, é parar pra pensar se essas amizades fariam o mesmo por miim (Acho que não)... Desculpe o termo, mas quando me ferro por eles, me ferro bonito... Defendo quem não se importa em me magoar nem um pouco... Muito confuso...
CONFUSO... É isso mesmo... É como está tudo... Quem é o errado? Quem é o culpado? Quem causou tudo isso? A cada dia que passa me deprecio achando que seja EU... Não por que fiz algo, PORQUE NÃO FIZ, mas acho q sou eu por ter permitido certas coisa, e por ter defendido certos conceitos que não eram meus... E voltando a falar do tal do "amor perdido", ai vai.. EU realmente não fiz nada que desabonasse todas as minhas palavras, muito pelo contrário minhas atitudes gritam tudo que falo, tudo que prego ser... Não nasci pra ser hipócrita, mas nasci pra ser humana e decepcionante, posso não ser exatamente aquilo que você sonha em ter, mas mentir pra você nunca... Mas palavras aqui por mim deixada são apenas palavras, palavras pequenas, palavras serenas, palavras imaturas talvez, mas essa sou eu... As vezes penso que nunca é pra da certo mesmo, mas em contra partida penso que se é tão difícil assim ficarmos juntos, é porque vai ser LINDO e INTENSO e VERDADEIRO e PURO e ÚNICO... Por isso tanta dificuldade...




É que nem chorar eu consigo mais...





"Deixa, deixa, deixa eu dizer o que PENSO dessa vida, preciso demais DESABAFAR!"

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

(Re) Começo

“Levanta dessa cama garota. Anda! Sei que tá doendo, mas levanta. Coloca uma roupa. Passa a maquiagem. Arruma esse cabelo. Ajeita a armadura. Segura o coração. Sai por aquela porta. Enfrenta o vento. Sorri pro Sol. Segura o coração. Olha pra ele. Passa reto. Não caia. Não caia. Engole o choro. Fingi de morta quando ele falar com você. Seja fria. Continue andando. Enfrente seus problemas de cara. Reaja. Vai. Tá pensando que é só você que sofre? Tá enganada. Anda menina. Para de ser infantil. A culpa não é de ninguém….Se apaixonou agora segura. Anda. Seja forte. Seja feliz. Seja uma mulher.”

Caio. F. Abreu


No início você briga, chora, faz drama mexicano. Então percebe que é cansativo demais manter esse jeito de levar as coisas. Acostuma-se. Não que pare de doer [porque não pára], mas que cai no seu entendimento que às vezes perdemos algo e não há solução. No fim você coloca um sorriso no rosto e finge que é sincero, até que a vida o faça realmente ser. Talvez os amores eternos sejam amenos e os intensos, passageiros. É isso.”