domingo, 1 de julho de 2012

Eu quis falar disso hoje...

Acordei meio poética hoje, não que eu esteja apaixonada, ou que eu não esteja tbm.. kkkkk Só acordei poética achando esse "negocio de amor" lindo demais...


Eu não sei, mas acho que a gente olha e pensa:
“Quero pra mim”.
Mas dá um frio na barriga,
um tremor,
um medo de depender de alguém de novo,
de sofrer de novo,
de escolher errado de novo,
de lutar por algo que não vale a pena de novo.
Porque o coração nem sempre é mocinho.
Foi por isso que corri,
tentei fugir,
mas quando tem que ser,
não adianta,
será.”


Caio Fernando Abreu