terça-feira, 20 de setembro de 2011

"Um, dois e… quando me dou conta, já fui, me joguei.




Antes de contar até três disse o que não era para ser dito.

Fiz coisas que não era para ter feito.

Me arrebento rápido, nem dói de tão ligeiro.

Mentira, dói de qualquer jeito"

Martha Medeiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário