terça-feira, 20 de setembro de 2011

Para o homem que (ainda não) sei...



E porque eu suspirei tanto quanto escutei aquela música que publiquei bem ali, eu voltei pra dizer que eu sei que você também está procurando por mim. E eu me sinto boba porque eu não sou mais tão nova e não devia sentir mais toda essa fantasia, mas eu também acredito que se a gente é aquele tipo de gente que perde a esperança então a gente parou de viver muito antes de morrer...

E porque eu sinto sua falta sem nunca nem ter visto, saber sua idade, rosto, gosto, é difícil saber que saudade é essa que o meu peito sente.... Eu sei que eu vou te encontrar. E eu sei que em algum lugar desse planeta, você tem a mesma certeza que eu.

Que o mundo gire, nossos universos se aproximem e a gente se reconheça no dia em que se (des)conhecer... Quero construir minha alegria, meus medos, minhas vitórias, meus caminhos todos com você...


Nenhum comentário:

Postar um comentário