quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Palavras que você nunca verá... (será?)

O que dizer e o que fazer com todo esse sentimento acorrentado
dentro de mim?
Liberá-lo, não posso, seria adiantar um sofrimento que tenho
tentado evitar de todas as formas.
Fazer o que com tudo isso? Fingir que nada acontece aqui dentro
e aceitar sempre essa condição?
Já to cansada de aceitar isso e de viver isso, não agüento mais
essa forma está errada e está fazendo com que eu me sinta menos do
que sou.
E na verdade o que sou nesse momento? Nada mais do que um OBJETO.
E o pior de tudo isso é que a carência tem feito com que eu aceite
essa condição.
O fato de está só a muito tempo e ter encontrado em seus braços um
tipo de "afeto" fez com que eu me condicionasse a isso, mas parando
pra pensar e ver de fato toda essa situação vi o quanto estou errada
ao aceitar isso.
Pra você não passa de diversão e de prazer, pra mim se torna algo
transformador e inesquecível.
Enfim, o que fazer com a vontade que as vezes é  maior do que o
querer não fazer?
Sempre digo que vontade é uma coisa que dá e passa, mas nesse caso
não consigo esperar ela passar, quando estou com você sinto vontade
de está com você em um momento eterno, quando não estou a sua lembrança
conforta a falta de não está com você. Confuso tudo isso neh??
É assim que tenho me sentido, confusa.
E o que fazer? A unica solução encontrada é não fazer. Na verdade a
unica solução é realmente te ter como amigo e de fato começar a olhar
você dessa forma. (o que vai ser dificil).
Mas nao custa tentar, enfim o fato é que o amor não pode terminar de
aflorar. Ate pq sofrer está fora de cogitação. E não, eu não quero
manter um sentimento por alguem que na verdade esconde e foje de qualquer
coisa relacionado ao coração. Enfim. Mais palavras nas quais você nunca verá.
#fato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário