segunda-feira, 30 de abril de 2012

(Re)ação

Às vezes as coisas não dão certo, sabe? E não é porque a gente não merecia, ou porque a gente deixou de fazer a nossa parte, ou... Eu sei que dá uma vontade absurda de ficar com pena de si mesmo e de achar que este universo é um lugar injusto e desgraçado. Indigna um pouco que as pessoas não cumpram a sua função de forma decente, mesmo que a gente não mereça.
A gente só tem controle (e nem sempre) sobre a nossa (re)ação, mas não tem controle sobre a ação dos outros. E hoje eu realmente acho que é dia de escolher acreditar que, se as coisas aconteceram como aconteceram, a melhor coisa que a gente pode fazer é aprender com a experiência, parar de se lamentar e prosseguir.
Às vezes você faz tudo certinho e ainda assim as coisas não dão certo. A gente pode tentar responsabilizar  o mundo por isso, mas será que essa é a melhor saída? Eu escolho continuar, sabe?... A gente não pode medir a qualidade do nosso trabalho, da nossa pessoa, do nosso amor, pelo resultado que consegue ou deixa de conseguir no final, sabe?


É perdoar o que que puder ser perdoado e prosseguir. É renovar nossa fé, nossa força, nossa vontade e prosseguir...










"Só odeia o outro quem não se perdoou."  
Carpinejar 


"É continuar respirando. Por que quem sabe o que amanhã poderá nos trazer a maré?" 


Tenha fé, mantenha a calma, trabalhe duro e com bom-humor... Sempre. Mesmo que doa. Mesmo que sangre.



E, se nós vencermos, nós o louvaremos. E, se nós perdermos, nós o louvaremos. Então eu lhes pergunto: Pelo que estão vivendo? 



Elenita Rodrigues
Adaptação: Tayanne Raimi

Nenhum comentário:

Postar um comentário