segunda-feira, 2 de abril de 2012

Não é pagar pra ver, e sim acreditar e VIVER. (Feliz)

"Contigo, até minha imaginação lembra."


Sempre fica alguma coisa de você. Num disco, num trecho de livro, num comercial durante o seriado de TV. E era pra ser estranho ou dolorido, mas é uma saudade boa, daquelas que passa longe de ser doída, só porque é nossa e é recíproca... E todo mundo pode me chamar de boba porque eu acho que eu sou mesmo, mas... escondo do mundo, guardo pra mim, respiro bem fundo e  repito: Não é pagar pra ver, e sim acreditar e VIVER... (feliz)


(Acho que só queria te dizer que sinto sua falta.) (Eu sinto, respiro, eu exaspero a sua falta.) Quero que chegue logo a primavera com cada pedaço do meu corpo. Com todo o sentimento da minha alma. Com todas as minhas fantasias... de você. 





É porque vejo nossa história assim:

Fim.

 Meio

 e (Re)Começo













''Não sei, deixo rolar vou olhar os caminhos, o que tiver mais coração, eu sigo."
Elenita Rodrigues
Adaptado por mim

Nenhum comentário:

Postar um comentário