quarta-feira, 30 de maio de 2012

Não a você.


"Não quero nada que me faça lembrar você
Não quero ouvir seu nome
Não quero seu e-mail, telefone ou endereço.
Não quero lembrar nem dos momentos lindos
E saber que toda a ilusão tem um preço, e que esse preço foi perder a minha paz.
Não quero esperanças tolas
Cansei de breves momentos de felicidade
E ter vc, sempre pela metade.
Então quero esquecer o começo e o fim
Não quero ver vc passar... e nessa hora me perder de mim!!
Não quero pensar que tudo será como antes
Não quero mais uma chance
Muito menos a revanche.
Não quero fechar meus olhos, e na escuridão ver seu olhar brilhando pra mim.
Não quero acordar e sentir falta do seu toque
Não quero e não posso viver assim, chorando por dentro, sorrindo por fora.
Tempestade que insiste em cair sobre a minha alma
Sentimento que faz perder a calma
Em tentar arrancá-lo sem demora
Solidão me leva a loucura
Imaginando o homem que espero...
Não quero mais sua figura...
Não quero...
Não quero lembrar que te quero!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário